Vai construir ou reformar? Veja dicas para a escolha do pedreiro

Conforme o tipo de obra a ser realizada e os objetivos dos moradores, é possível seguir algumas dicas para contratar o pedreiro ideal.

Construção e reforma da casa ou apartamento exigem bastante planejamento, tanto com base no objetivo estrutural como com relação aos gastos financeiros esperados com a obra. E para a eficiência do trabalho, a escolha dos profissionais, como já foi tratado aqui no blog, é essencial. Isso vale seja para os arquitetos, engenheiros, prestadores de diferentes serviços (elétrica, hidráulica, pintura, marcenaria) como para os pedreiros.

pedreiros-mudei-meu-espaço

Imagem: Iguanafix


Neste último caso, o que mais se escuta atualmente é que está cada vez mais difícil encontrar os profissionais ideais. Bons pedreiros, inclusive, são bem concorridos entre os clientes. E o que faz com que estes profissionais sejam considerados os melhores para serem contratados? Separamos a seguir algumas dicas para o momento da escolha dos pedreiros:

1) Conheça o trabalho – e o profissional

A indicação por um familiar, amigo ou conhecido sobre o trabalho de um pedreiro é ainda uma das principais dicas para a escolha do profissional. Isso porque já ter a recomendação de alguém que pôde acompanhar o trabalho do pedreiro anteriormente ajuda bastante, desde o planejamento das mudanças que vão ser feitas na estrutura, no caso de reformas, ou as possibilidades de trabalho em caso de construção de uma casa.

Conhecer de perto os trabalhos anteriores é fundamental para se ter, desde o início, a visão sobre as possibilidades de concretizar os objetivos de construção e reforma pretendidos pelos clientes. Há pedreiros que são especializados em acabamento, por exemplo, outros já executam obras gerais, por isso a necessidade de conhecer bem o trabalho do profissional.

trabalho-de-pedreiro-mudei-meu-espaço

Imagem: Revista AZ


Há inclusive quem se sinta mais confortável em pesquisar mais detalhes sobre o pedreiro, sobre o seu modo de trabalhar e lidar com situações adversas, e até mesmo buscar mais informações sobre questões relacionadas a causas trabalhistas e antecedentes criminais deste profissional.

2) Conversar sempre  

O ideal é contratar um profissional que demonstre transparência e que tenha abertura para a troca de informações, além de predisposição para ouvir os objetivos dos moradores (muitas vezes divergentes entre os membros da família), mas também sugerir melhorias ou alterações no projeto inicial com base nessas ideias que vão surgindo ao longo da obra. A conversa entre o cliente e o profissional antes, durante e depois da obra é fundamental para a eficácia do trabalho.

3) Abertura para negociação de valores

A negociação entre clientes e profissionais envolvem diferentes aspectos, como o orçamento da obra, assim como a pesquisa dos materiais necessários e os melhores locais de compra dos mesmos. O mesmo ocorre com a negociação sobre a frequência de pagamento dos valores devidos ao pedreiro e a especificação sobre como este ocorrerá, se será feito por hora e dia trabalhados ou, o que vem sendo bastante utilizado, o orçamento por metro quadrado ou pelo valor fixo, fechado desde o início, o que garante maior controle de gastos e transparência desde o início.

Novamente, uma boa relação com o profissional é muito importante para o andamento da obra. Para quem preferir, é possível até mesmo firmar um contrato com especificações como o prazo, os valores e outros detalhes, garantindo maior segurança para ambas as partes.

cuidados-contratar-pedreiro-mudei-meu-espaço

Imagem: Mundo das Tribos


4) Acompanhamento da obra

Além da escolha do pedreiro, é muito importante ter o acompanhamento do trabalho que vem sendo executado, para alterações que sejam necessárias durante a obra. O mesmo vale para o planejamento da compra dos materiais, com a previsão da quantidade necessária, evitando o desperdício. Esse trabalho, na maioria das vezes é realizado por um (a) Arquiteto (a) ou Engenheiro (a). Ao fim, também é possível produzir um contrato atestando a finalização da obra.

 

Seguindo dicas como estas, é possível desenvolver um trabalho com mais segurança, eficiência e economia financeira, e uma relação saudável entre profissional e clientes!

 

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *